Saúde

Como reduzir a ansiedade

A sociedade de hoje, o mundo do trabalho, a vida familiar, a insegurança ou o desemprego são alguns dos fatores que estimulam o aparecimento de transtornos de ansiedade.

A psique humana não ignora esse tipo de situação, embora às vezes pareça que sim. É comum ouvir que muitas pessoas vivem em estado de angústia permanente e, às vezes, não é tão fácil sair desse estado.

Apesar de não ter uma origem genética, é equivalente a ter febre. Ela expressa que algo perturbador ou estranho está acontecendo na mente de uma pessoa, mas sua causa nem sempre pode ser facilmente deduzida.

Esse distúrbio pode se manifestar de maneira normal quando, por exemplo, devemos passar por um momento difícil em nossas vidas, como uma entrevista de emprego, ou enfrentar a doença de um ente querido. “É a expressão de uma preocupação que é útil desde que a pessoa esteja alerta e tente resolver a situação de ansiedade da melhor maneira”, disse ele.

Nesses casos, a pessoa consegue superar esse momento sozinha, recorrendo a seus próprios recursos psíquicos ou com a ajuda de seus parceiros ou amigos. Em vez disso, pode ser um sintoma patológico quando é a expressão de um conflito interno ou de um conflito intersubjetivo.

E essa ansiedade pode se tornar a ponta do iceberg de um problema mais complexo . Nesses casos, é sempre recomendável pedir ajuda terapêutica para superar os conflitos que a geram.

Se não é algo temporário, mas um sintoma que dura ao longo do tempo, o que é indicado é uma consulta com um profissional especializado, que além de poder ajudar tratando o psicológico, pode também recomendar algum medicamento que ajuda a diminuir as crises, um deles que está sendo muito indicado é o Captril, você pode conhecer a respeito nesta página:

http://www.infoexame.com.br/captril-funciona/

Quando ocorre uma crise, a ansiedade é tão grande que a pessoa pode experimentar uma sensação de morte, além de sintomas físicos, como palpitações, sudorese ou paralisia. Isso excede o entendimento da pessoa e, portanto, requer um diagnóstico diferencial com outras patologias orgânicas.

“Uma vez que o profissional de saúde exclui outras patologias, é possível recorrer aos psicofármacos para aliviar a intensidade do distúrbio e acalmar a inquietação da pessoa. Isso porque o grau de ansiedade é prejudicial em si mesmo e pode ter um impacto sobre a saúde física da pessoa.”

Subseqüentemente, você deve fazer uma psicoterapia, já que a palavra será o meio simbólico para acessar os conflitos que levantaram o problema. As drogas psicoativas são apenas adjuvantes, mas não devem ser a única maneira de resolver isso. decapitar artificialmente um sintoma, mas dar à pessoa a possibilidade de compreender a origem de sua ansiedade, e então solidamente modificar os conflitos que estão por trás do início da ansiedade.

Saúde

Planta Medicinais Ajuda na Saúde?

A natureza é abundante e nos fornece praticamente tudo que é necessário para que possamos viver bem.

Um exemplo disto são as plantas medicinais, que nos beneficiam como medicamentos naturais para quase todos os tipos de doenças.

Apesar da utilização das plantas medicinais ser anterior aos registros escritos da nossa história, a diversidade de ervas e plantas medicinais é tão grande, que ainda não foi possível catalogar todas as espécies.

Estima-se que apenas 10% das espécies foram identificadas, isoladas, testadas e comprovadas em sua eficácia.

As plantas medicinais possuem a predisposição de condensar uma variedade enorme de compostos químicos, um exemplo disso é o aranto, essa planta tem várias funcionalidades que ajuda na cura natural de várias doenças.

Essa composição química é usada para realizar funções biológicas fundamentais de acordo com a sua indicação própria, para defender nosso organismo ao ataque de alguns predadores.

O conhecimento das plantas medicinais foi passando de geração em geração e até hoje não existe uma pessoa que não tenha utilizado ou que pelo menos conheça uma espécie destas ervas.

Quem nunca ouviu falar de um chazinho para a gripe que a mãe ou a vó faziam?

Até hoje ainda encontramos em muitas casas as ervas de forma natural, plantadas nos vasos para serem usadas em alguns casos mais simples. As plantas mais usadas pelos brasileiros são a erva-cidreira, camomila e o boldo.

Porém, com o avanço da utilização das plantas medicinais e a tecnologia, despertou em muitos estudiosos do ramo, o interesse por suas pesquisas identificando as espécies, sua utilidade, eficácia, modo de usar etc.

Atualmente muitas plantas medicinais são comercializadas (desidratadas) e podem ser facilmente encontradas até mesmo em supermercados.

Atendem as mais variadas formas de tratamento de doenças como por exemplo: gripes e resfriados, dores de cabeça, cólicas, hemorroidas, tosse, diarreia, ansiedade, gases, problemas renais, problemas estomacais, impotência sexual e até mesmo uma ressaca.

Quando for usar uma planta para fins medicinais, tenha o cuidado de verificar para qual a finalidade se aplica, sua procedência e o modo de usar.

Apesar de se tratar de um medicamento natural, o processo químico da planta é idêntico ao processo químico dos medicamentos (drogas) convencionais (alopatia).

Por isso você também deve ter cuidado ao fazer uso das plantas medicinais. Eles podem ser muito eficazes se usados corretamente, mas também podem oferecer um efeito nocivo a sua saúde se usado de forma inadequada.

Procure sempre informações e orientações sobre a planta que você vai usar bem como o modo de uso para respeitar as quantidades indicadas. Veja mais detalhes no vídeo abaixo:

Saúde

Os perigos do clareamento dental

O clareamento dental é uma prática que está se tornando bastante comum entre as pessoas de classe média. Ainda não existem pesquisas oficiais sobre este assunto, mas os odontólogos relatam um aumento expressivo na procura de clareamento dental.

O clareamento dental é feito com a aplicação de produtos químicos específicos diretamente nos dentes.

Com esta popularização o procedimento e o preço dos serviços foram se tornando mais acessíveis.

Porém, o que iniciou como uma opção de oferecer um bonito sorriso e saúde aos dentes passou a ser uma preocupação para os especialistas de odontologia no Brasil.

A venda indiscriminada dos produtos para clareamento dental, direta ao consumidor, pode trazer consequências sérias e danos à saúde.

O uso de produtos químicos (conhecido como peróxidos) deve ser feito com muito cuidado, com escolha do produto correto (fabricante de confiança), dose correta e indicação individual de acordo com a necessidade de cada caso específico.

O consumo de alimentos e bebidas com alta quantidade de corantes (naturais ou artificiais) afetam a pigmentação dos dentes, assim como má higiene e fatores genéticos.

Com o tempo o tecido que fica por baixo (a dentina) e que determina a coloração, se torna mais denso o que por consequência escurece os dentes.

Algumas pessoas acham que quanto mais produto, mais claros vão ficar os dentes e mais rápido vai ser o resultado. Não é assim que funciona.

Quanto mais tempo de uso e quanto mais forte (concentrada) a solução, maiores serão os riscos.

Os efeitos colaterais podem ser: excesso de sensibilidade, dores, irritação das gengivas, desgaste (corrosão) do esmalte, próteses e restaurações. Os efeitos colaterais de clareamento dental em crianças e adolescentes podem ser mais intensos do que nos adultos.

Nesta busca pela estética e beleza o sorriso não poderia ficar de fora. É louvável a busca por um sorriso harmônico e bonito, com dentes brancos e alinhados, porém, vale lembrar que embora pareça simples, o clareamento dental não é um procedimento puramente estético. Para realizar um clareamento dental é necessário usar de critérios.

Por outro lado, vale lembrar que existem alguns clareadores mecânicos, ou seja, que não usam produtos químicos para clarear os dentes, caso do The Miracle White que dá ótimos resultados.

Normalmente eles são oferecidos em pó mesmo e feitos com produtos naturais muito eficientes para clarear os dentes.

Nesse caso sim, é bastante seguro realizar o tratamento em casa, sem risco de sensibilidade ou de danos à mucosa. Para aprender mais como funciona o Clareamento Dental, assista o vídeo abaixo:

Saúde

Segredos que ninguém te contou de como aliviar os sintomas da menopausa

Depois dos 50 anos, as mulheres começam a se preocupar com a menopausa e algumas sofrem com antecedência. Isso porque existem muitos mitos que envolvem essa fase da vida, entretanto, muitos dos incômodos e desconfortos são reais.

Porém, ficar sofrendo com o climatério ou com os esquecimentos não precisa fazer parte da rotina. É possível aliviar os sintomas da menopausa, adotando algumas medidas simples e que provavelmente ninguém te contou.

  1. Evite o stress

Ninguém relaciona o stress com os sintomas da menopausa, porém, eles andam juntos. Por conta das mudanças hormonais, as mulheres sofrem com a oscilação de humor, ficando mais estressadas e se sentindo isoladas.

O ideal é sempre estar com um grupo de amigos, isso ajuda a evitar a solidão e que os sintomas se intensifiquem. Quanto mais relaxada e feliz a mulher estiver, os sintomas serão amenizados.

  1. Evite as bebidas alcoólicas

As bebidas alcoólicas e estimulantes, acabam influenciando no sono, no humor e também dificultando a ingestão de cálcio. Elas podem ter um efeito mais negativo do que as próprias mudanças hormonais, por isso, a dica é mantê-las longe.

  1. Se hidrate

A pele e cabelos sofrem com as alterações hormonais, ficando mais ressecados e com uma aparência mais áspera. Por isso, é preciso cuidar da beleza, ajudando a melhorar o humor.

O uso de hidratantes é altamente recomendado, aliado a isso, máscaras de nutrição para o rosto e a pele podem ser usadas. Isso ajuda a aliviar a pele repuxada e até mesmo a aparência que não agrada.

  1. Faça exercícios

Os exercícios são um grande aliado para combater os sintomas da menopausa. Primeiro que eles ajudam a equilibras os níveis hormonais e provocam a sensação de bem-estar. Além disso, contribuem para diminuir os riscos de fraturas ósseas, fortalecendo a musculatura que protege os ossos.

  1. Use o poder da Amora

    As amoras são frutinhas muito especiais e que ajudam MUITO a acabar com praticamente todos sintomas da menopausa, o melhor de tudo é que elas podem ser encontradas praticamente em qualquer lugar, você pode até plantar uma em casa no jardim.

    amora em cápsulas

    Agora, se onde você mora for difícil achar ou se mora em apartamento, você pode optar pelo MAX AMORA, que é um suplemento natural em cápsulas maravilhoso que oferece amoras em cápsula.

  2. Tenha uma alimentação equilibrada

Alimentos que demoram para serem digeridos devem ser evitados, porque o metabolismo fica mais lento, e isso pode dificultar a digestão.

Apostar em frutas e verduras pode ser a aposta certa, pois, além de ajudarem no funcionamento do metabolismo, são ricos em vitaminas que preservam as funções cerebrais.