Saúde

5 dicas para prevenir câncer de próstata

Você se preocupa em se prevenir do câncer de próstata? Não sabe como fazer? Então, confira aqui 5 dicas de prevenção.

Já se sabe que cada edição da campanha Novembro Azul,  é focada no combate e nas formas de prevenir o câncer de próstata, que é o tipo mais comum de câncer entre os homens, causando a morte de  28,6% da população masculina que desenvolve neoplasias malignas.

Por isso, a Sociedade Brasileira de Urologia achou urgente lançar a campanha Novembro Azul, que realiza diversas ações ao longo do mês, visando estimular a população masculina a vencer tabus e preconceitos em relação ao assunto e passar a cuidar da saúde.

Segundo especialistas, é possível prevenir a doença com essas 5 dicas, além disso o cura prost funciona muito bem para prevenir doenças de próstata. Confira:

Vencendo o preconceito

Infelizmente, os anos passam e o preconceito ainda é enorme em relação e talvez seja o principal obstáculo da descoberta e cura da doença.

Quando descoberta aos primeiros sinais, a doença é tratada e curada, mas, do contrário, deixando o preconceito falar mais alto, o que poderia ser tratado, ainda no início, corre o risco de se espalhar para outros órgãos e não ter mais tratamento que possa curar.

Vencendo o preconceito, o paciente pode buscar ajuda logo aos primeiros sinais e  salvar a própria vida.

Se alimentando de forma saudável

Não é de hoje que já se sabe que hábitos ruins, principalmente, alimentares, pode ocasionar uma série de doenças e com o câncer de próstata não é diferente. É fundamental ter hábitos saudáveis e uma alimentação equilibrada para manter o peso adequado, isso irá ajudar a prevenir o câncer de próstata, assim como, várias outras doenças.

Assim, se alimentar com pouca gordura, mantendo uma dieta equilibrada,  é uma ótima forma de combater o câncer de próstata, e outras doenças.

Praticando exercícios físicos regularmente

Já foi comprovado cientificamente que a obesidade, geralmente, resultante de uma alimentação nada saudável e com excesso de gordura, é um grande fator de risco para o desenvolvimento do câncer de próstata, assim como, uma série de outras doenças.

Por isso, é fundamental adotar a prática de exercícios físicos para controlar o peso e, claro, como já foi listado, priorizar uma alimentação saudável.

Abolindo o cigarro

Os tempos mudaram, se até décadas passadas o cigarro era sinônimo de status, hoje ele se transformou em um dos maiores vilões da saúde. Assim, o tabagismo está entre os maiores inimigos da próstata, sendo um grande agravante dessa e outras doenças.

Indo ao médico

De acordo com a Sociedade Brasileira de Urologia, mesmo quem não apresente sinal algum do problema, até porque o câncer de próstata é uma doença sem sintomas na fase inicial, o aconselhável é, a partir dos 50 anos, procurar um profissional para uma primeira avaliação.

Vale saber que, para investigar um possível câncer de próstata, o paciente tem que passar por dois exames:

  • toque retal ( para avaliar o tamanho, a forma e a textura da próstata),
  • Antígeno Prostático Específico ou PSD ( para confirmar uma possível suspeita é feita uma biópsia).

Porém, vale ressaltar que, embora o primeiro exame seja aconselhável após os 50 anos, quem já tiver caso na família deve começar os exames já a partir dos 45 anos.

Saúde

Dicas Para Quem tem Osteoporose

osteoartrite é a doença articular mais comum em nosso país; Sabe-se que afeta cerca de sete milhões de espanhóis. Consiste em um “desgaste” da cartilagem articular que pode ser progressivo. A doença pode afetar qualquer articulação, mas as mais frequentes são as das mãos , joelhos , quadris e coluna vertebral ( cervical e lombar)) Ao contrário do que muitas pessoas pensam, a osteoartrite não é uma doença exclusiva da velhice; Qualquer um pode sofrer. 

A osteoartrite aumenta sua frequência com a idade e é mais comum em mulheres e em pessoas geneticamente predispostas, mas – embora muitos desses fatores não possam ser modificados – é possível evitar sua aparência e progressão, muitas pessoas estão fazendo o uso o flex caps que alem de aliviar as dores articulares, ele ainda ajuda em vários outros aspectos.

Durante as estações frias, os sintomas da osteoartrite tendem a piorar e isso aumenta o número de consultas feitas aos consultórios médicos. Existem milhões de consultas que, por esse motivo, são feitas anualmente na Espanha. A Sociedade Espanhola de Reumatologia  (SER) desenvolveu um catálogo de 10 recomendações para os pacientes, para que eles possam entender melhor sua doença e melhorar sua qualidade de vida.

1. Mantenha um peso corporal correto.

A obesidade é uma das causas da doença e também a faz progredir mais rapidamente. Se você é obeso ou está acima do peso, inicie um programa alimentar que faz você perder peso; O seu médico pode ajudá-lo nesse sentido. Não são necessárias dietas especiais, nem alimentos completamente proibidos nesta doença. Uma dieta de baixa caloria é suficiente

2.- Calor e frio.

Em geral, o calor é mais benéfico na osteoartrite. Pode ser aplicado em casa, com o tapete elétrico ou bolsa de água quente colocada sobre a articulação dolorosa. Eles aliviam a dor e relaxam os músculos. Ocasionalmente, a articulação artrítica pode ter um surto inflamatório intenso e, nessas ocasiões, é útil aplicar frio local usando compressas de gelo ou banhos frios.

3.- Medicação.

Existem muitos tipos de medicamentos que podem ser benéficos nesta doença. Existem analgésicos, anti-inflamatórios, géis e cremes, infiltrações locais e medicamentos que podem impedir a progressão da osteoartrite. No entanto, deve ser o seu médico ou reumatologista quem decide, a cada momento da evolução, qual é o correto para você. 

Não se automedique. As terapias chamadas alternativas – como acupuntura, osteopatia, ervas … – não se mostraram cientificamente eficazes, mas se você quiser usá-las, consulte seu médico primeiro para evitar problemas.

4.- Hábitos posturais.

Dormir em uma cama plana. Evite sentar em poltronas ou sofás afundados e use cadeiras com encosto reto, onde seus quadris e joelhos mantêm uma posição natural e seus pés estão em contato com o chão.

5.- Exercício.

O exercício protege a articulação e aumenta a força dos nossos músculos. Minimizar a mobilidade, torna a pessoa artrítica dependente dos outros. Caminhar, andar de bicicleta e nadar são bons, mas esportes de contato ou alta sobrecarga física são menos recomendados. Também existem exercícios específicos para cada articulação afetada pela doença; Pergunte ao seu médico ou reumatologista e faça-o diariamente.

6.- Descanse.

Não é contraditório com o ponto anterior. A osteoartrite é uma doença com períodos intermitentes de dor, e para mais fases dor repouso relativo é benéfico. Também é bom inserir pequenos períodos de descanso durante as atividades da vida diária.

7.- Evite sobrecarregar as articulações.

Não tome pesos excessivos, tente não andar em terrenos irregulares e não fique em pé excessivamente sem descansar. Use um carrinho para realizar compras. Se você sofre de osteoartrite do joelho ou do quadril, o uso de uma bengala diminui a sobrecarga dessas articulações.

8.- Calçado adequado. 

Se você tem osteoartrite lombar, quadril ou joelho, use um sapato de sola grossa que absorva a força de impacto do pé contra o chão ao caminhar. Isso também pode ser alcançado com palmilhas ou calcanhares de silicone colocados no sapato. Não use sapatos com saltos excessivos. É preferível usar sapatos baixos ou com salto leve.

9.- Spas.

Os spas aplicam águas medicinais minerais, geralmente térmicas, para o tratamento da osteoartrite. Com isso, eles conseguem melhorar a dor e relaxar os músculos contraídos. Os chamados centros de SPA (saúde da água) realizam tratamentos estéticos e de relaxamento através do uso de água que, no entanto, não possui características medicinais minerais, como spas. Ambas as formas podem ser úteis na osteoartrite.

10.- Mantenha uma atitude positiva.

A osteoartrite, apesar de tudo, permite manter uma vida pessoal e familiar completa, com muito poucas limitações. Nos casos mais avançados e no pior dos casos, existem tratamentos cirúrgicos que podem resolver o problema. A osteoartrite por si  só não afeta a vida e o progresso em sua pesquisa e tratamento é contínuo.

Saúde

Os perigos do clareamento dental

O clareamento dental é uma prática que está se tornando bastante comum entre as pessoas de classe média. Ainda não existem pesquisas oficiais sobre este assunto, mas os odontólogos relatam um aumento expressivo na procura de clareamento dental.

O clareamento dental é feito com a aplicação de produtos químicos específicos diretamente nos dentes.

Com esta popularização o procedimento e o preço dos serviços foram se tornando mais acessíveis.

Porém, o que iniciou como uma opção de oferecer um bonito sorriso e saúde aos dentes passou a ser uma preocupação para os especialistas de odontologia no Brasil.

A venda indiscriminada dos produtos para clareamento dental, direta ao consumidor, pode trazer consequências sérias e danos à saúde.

O uso de produtos químicos (conhecido como peróxidos) deve ser feito com muito cuidado, com escolha do produto correto (fabricante de confiança), dose correta e indicação individual de acordo com a necessidade de cada caso específico.

O consumo de alimentos e bebidas com alta quantidade de corantes (naturais ou artificiais) afetam a pigmentação dos dentes, assim como má higiene e fatores genéticos.

Com o tempo o tecido que fica por baixo (a dentina) e que determina a coloração, se torna mais denso o que por consequência escurece os dentes.

Algumas pessoas acham que quanto mais produto, mais claros vão ficar os dentes e mais rápido vai ser o resultado. Não é assim que funciona.

Quanto mais tempo de uso e quanto mais forte (concentrada) a solução, maiores serão os riscos.

Os efeitos colaterais podem ser: excesso de sensibilidade, dores, irritação das gengivas, desgaste (corrosão) do esmalte, próteses e restaurações. Os efeitos colaterais de clareamento dental em crianças e adolescentes podem ser mais intensos do que nos adultos.

Nesta busca pela estética e beleza o sorriso não poderia ficar de fora. É louvável a busca por um sorriso harmônico e bonito, com dentes brancos e alinhados, porém, vale lembrar que embora pareça simples, o clareamento dental não é um procedimento puramente estético. Para realizar um clareamento dental é necessário usar de critérios.

Por outro lado, vale lembrar que existem alguns clareadores mecânicos, ou seja, que não usam produtos químicos para clarear os dentes, caso do The Miracle White que dá ótimos resultados.

Normalmente eles são oferecidos em pó mesmo e feitos com produtos naturais muito eficientes para clarear os dentes.

Nesse caso sim, é bastante seguro realizar o tratamento em casa, sem risco de sensibilidade ou de danos à mucosa. Para aprender mais como funciona o Clareamento Dental, assista o vídeo abaixo: